sábado, dezembro 29, 2007

Bom ano bissexto

Desenho de ~AF~



Os mesmos ano a ano. Que o teu, o meu, os nossos, os vossos corpos não sejam invandidos pela doença, abruptamente tomados por algum acidente, sujeitos à violência que espreita cada um dos momentos em que estamos vivos. Os mesmos ano a ano. Que a ti, a mim, a nós, a vós, não escape o sustento trazido pelas mãos quando elas ainda estão capazes de produzir e com isso gerar as coisas que precisamos, as que temos de ter e as que amamos ter. Os mesmos ano a ano, que os laços do afecto se alimentem e cresçam ainda mais e mais de modo a que o meu, o teu, o nosso, os vossos possam permanecer quentes e irradiar calor. Os mesmos ano a ano, que o mundo não se entorne de vez numa noite escura.


E ainda outros absurdos, loucos, meus. Este ano queria ganhar uma estação de comboio abandonada. Apaixonei-me recentemente por duas. Para a primeira, plantada na terra, sem nada em volta, escolhia o amarelo ocre. Imagino-a como uma luz, um farol onde os viajantes parariam para o chá. Imagino-a o oásis no deserto onde os caminhantes parariam para beber água Almar. Imagino-a cheia de livros sagrados onde se poderiam estudar todas as religiões do mundo em Paz. É a noite serena onde nos abrigamos do sol. A segunda imagino-a azul alentejo, não obstante estar próxima de uma cidade e precisaria de ajuda para escolher as uvas mais tenras e saborosas que em pequenas doses aqueceriam o inverno que de quando em quando nos assola o coração. Imagino-a cheia de poetas vivos e mortos a dizer palavras de lume. Imagino-a pintada a jazz como se fosse em Nova Iorque mas luminosa como se invadida pelas manhãs de bruma e sol de Moçambique. Imagino que no seu quintal há mangas e goiabas que usamos para os sumos. É o sol em cada noite.


Não se pode ser feliz em 2008 quando os sonhos que temos são assim maiores que nós. Pode-se ser feliz em 2008 quando os sonhos que temos são maiores que nós. E as duas coisas que se opõem são ambas verdadeiras.


Vinha apenas desejar-vos bem e não inquientar-vos com sonhos que não são vossos. Desejo-vos bem e o bem é assim uma cor, pó e pasta de moldar sonhos. Deixem-se invadir e transportar por eles, são as asas que nos tiram os chumbo dos pés.


Bom ano bissexto.

~CC~



12 comentários:

JS disse...

Um bom ano bissexto cheio de poetas e poesia, mangas e goiabas, chás e amigos, viagens por dentro da paz naluz de todas as estações.
E o estado nascente do amor em cada dia.
Um bom ano incomum!

Beijo
*jj*

Maria disse...

Obrigada por me lembrares que o ano é bissexto, ainda não pensara nisso.
Tens razão no que dizes e tenho pena que esta não seja a tua terra, mas também te digo eu também já não tenho terra, porque da minha os que eram de lá sairam e foi ocupada por "estrangeiros"...
Bj

CristinaGS disse...

Que belas cores, ~AF~! Bons sonhos, CCF. Abraços

JvT disse...

Bom ano...

E lembra-te, cada ano tem 4 e não apenas duas estações!

Beijocas grandes
João

Mónica (em Campanhã) disse...

assim seja

Mar Arável disse...

QUE TODAS AS NOITES SEJAM

NOITES DE LUA CHEIA.

SERIA BOM?

BOM ANO

Maria disse...

Um Bom Ano para ti
Bj
Maria

Anónimo disse...

Nunca vi nada igual...
As mensagens de bom ano são sempre curtas e com poucas palavras.
Mas as dela não são ricas, são realmente boas...
A minha mãe é altamente, não é?
ass: A FILHA ~AF~

Anónimo disse...

Nunca vi nada igual!!
As mensagens de bom ano são sempre curtas e com poucas palavras.
As DELA não são ricas, são bonitas,são realmente boas!
A minha MÃE é altamente!!
ass: a filha ~AF~

Anónimo disse...

Gosto muito de si. Gosto de 2008. É bonito. :) Até breve.
Mada.

CCF disse...

"Obrigado" é uma palavra boa e quente quando é dita com um abraço e é isso que vos digo a todos.
~CC~

PS-Que malandra~AF~, bela partida de ano novo! Para ti obrigada e mais mil beijos.

claudiafiel disse...

Somos felizes sem ter tudo e querendo alguma coisa, a decisão é muito nossa.
Bjos mana e bom ano.