sábado, novembro 03, 2007

Os olhos do amor


Ela foi junto do mar e trouxe as ondas para enfeitar os seus cabelos que agora descem longos e ondulados quase até à sua cintura. Ela foi junto do céu e trouxe azul para pintar os seus olhos negros que agora se tornaram mesclados. Ela foi junto à terra e encostou a ela a sua face e agora está morena como se ainda fosse Verão. E agora ela brilha nos olhos dele e o modo como se riem um no outro parece rasgar no futuro a vida do filho deles que está ali deitado na caixa de vidro, tão pequeno e tão frágil. Por vezes parece que a vida nos diz que existe amanhã.

~CC~

3 comentários:

marta disse...

Quase sempre, querida

muitas vezes não temos capacidade ouvir nem de ver.

Mar Arável disse...

EXISTEM AMANHÃS

gostei do que li

CCF disse...

Olá Marta e Mar Arável

É bom vos ter aqui!
Abraços
~CC~