quinta-feira, abril 07, 2011

Breves os instantes




Atravesso o Alentejo presa pelas estevas, essa longa manta branca que me sabe a todos os abraços de que os meus olhos precisam.


São breves e feitos de nada os instantes felizes.


~CC~

4 comentários:

Margarida disse...

Agradecíssima por este instante feliz!
:-)

Bjs grds

*JjS* disse...

E levarei estevas no olhar
e o seu cheiro quente num abraço

Anónimo disse...

Olá:
Esse cheiro a esteva...eu sentia-o
logo que entrava no Alentejo...
Ainda os meus olhos não repousavam nesse manto...e os meus sentidos,diziam-me que chegara...
É um cheiro inconfundível...que só se sabe mais tarde...quando a saudade nos toca...
Tem razão quando diz que são breves
e feitos de nada os momentos felizes.
Abraço da Ana Carita.

fallorca disse...

Ainda na sexta o atravessei, também; mas pela Nacional e narinas abertas :)