terça-feira, março 24, 2009

Democracia

O braço caído e os outros levantados. Os outros braços caídos e o meu a levantar-se. Foi assim nas duas últimas vezes, uma a seguir à outra. Não é ser sequer minoria, é apenas ser um pouco mais que nada. A ambiguidade dos meus sentimentos: o orgulho de conseguir erguer o braço sozinha; o medo de quando ele baixar ter a certeza que arranjei mais e mais sombra.
~CC~

3 comentários:

*JjS* disse...

Abraço no ar. E ainda há quem não acredite que se pode voar.
Abraço no ar. Absolutamente.
Beijo
*jj*

Mar Arável disse...

Nada de braços caídos

só erguidos deixam rasto

projectam sombras

que se levantam

vaandando disse...

Força:):)


ABRAÇO

_________ JRMARTO