quinta-feira, abril 10, 2008

Abraço


Ela é nova, é linda, é inteligente. Ela deixa que a sua alma parta para lugares escuros onde mergulha muito fundo e desaparece por uns tempos. No regresso, basta que a olhe para que as lágrimas se soltem. Quis manifestar-lhe o meu espanto pela sua ausência:

-É linda, é inteligente, não há razão para andar assim, porquê, porque é que isso se passa consigo?
- É uma coisa cá dentro, é só uma coisa cá dentro.
( e a água a cair do verde dos seus olhos)

As palavras dela de tão certas, de tão belas, mostraram o inteiro absurdo da minha pergunta. Se queria fazer alguma coisa devia ser ter sido apenas dar-lhe um abraço.
~CC~

4 comentários:

Carla disse...

...e talvez o desassossego terminasse!
bjs

isabel mendes ferreira disse...

um dentro tão adentro.





P.S.

(levei a flor).




beijooooooooooooooo.

JJS disse...

Também acho que às vezes há coisas cá dentro que só saem feitas em água e se sossegam com um abraço.
Este teu "abraço" foi capaz de pintar com cores de beleza o que há de angústia e tristeza nesse encontro.
Abraço
*jj*

CCF disse...

Abraços três!
~CC~