domingo, novembro 04, 2007

Os olhos do amor (I)

Há muito que ele queria ser um homem bonito. Ainda que mesmo sem beleza ele tenha tido muitas mulheres que o amaram. Os olhos dele não tinham, contudo, o brilho de quem ama com o coração generoso e inteiro. Por isso de nada lhe serviam as camisas, mesmo as mais bonitas como a cor de rosa e a cor de vinho. Eram as palavras da entrega que lhe iriam trazer a luz ao olhar. E nessa aprendizagem das palavras do amor, já se notava que o negro dos olhos era agora noite feita de estrelas. Bonito de ver.
~CC~

4 comentários:

Mar Arável disse...

O AMOR É UM APRENDER CONSTANTE

PELO QUE OS AMANTES

NUNCA DEVEM DEIXAR DE NAMORAR

JS disse...

Pode ter sido o sorriso dela a iluminar essa noite...
Bj ;)
JJS

CCF disse...

Amantes é uma bela palavra para o amor.

E sorriso combina bem com olhos estrelados :)

~CC~

marta disse...

gostei muito do post, mas também gostei do conceito do "mar arável"

namorar para que os amantes não deixem a aprendizagem do amor.