terça-feira, outubro 23, 2007

Lugar Almar



Esta é uma história para ti que nasceste dentro de um grande amor. Hoje esse amor não é mais do que uma brisa suave mas que ainda faz parte de mim e me trouxe o que de mais precioso tenho: o teu coração.


Não amealhei grande coisa até agora e sei que não o farei, na ausência de outras coisas que felizmente sei que também não esperas, vou deixar(ndo) para ti esta primeira história. Não sei se escreverei outras, mas esta é importante porque é sobre um povo do qual eu fiz parte e tu também fazes. É sobre o modo como passamos pela vida construindo em idas e vindas uma identidade. É sobre o modo como nos transformamos em rosto, em palavra, em corpo.


Perguntarás mais tarde se eu vivi realmente num lugar Almar. Serás tu a dar essa resposta.
~CC~

Nota: "Guarda Rios e estuários" é a história do povo Almar, na sua origem ela começou a ser escrita no blogue "ninguém lê", mas agora vou trazê-la para aqui pouco a pouco, para aqui conhecer o seu fim, pois gosto de histórias com princípio, meio e fim. Aos amigos que foram lendo e sobretudo aos que tanto encorajaram a sua escrita, um abraço Almar.

3 comentários:

marta disse...

Minha Querida


Como estou contente.

Espero que a escrevas toda aqui, porque é linda, pelo menos aquelas que li.

Fazem pena não ter conhecido, gente assim.


Beijo grande

CCF disse...

Marta, serás sempre bem vinda a Almar! Beijinho
~CC~

SOBE E DESCE disse...

Lindo! Vou voltar.