quinta-feira, março 29, 2012

Abraço

Gosto deste sentimento de que o amor, mesmo o de mãe, pode amadurecer dentro de nós. Abrir as mãos e deixar voar. Ainda assim pensamos tanto na capacidade das asas, na sua consistência, na sua qualidade. Não há no amor nada de mais belo do que a confiança.

Boa noite. Abraço-te.

~CC~

1 comentário:

Maria de Jesus Lourinho disse...

Conheço esse amor e esse abrir de mãos, bem como o coração apertado e o prémio para quem o merecer - ter confiança.E dá tudo certo.
Boa Páscoa