terça-feira, setembro 21, 2010

Noites brancas

Penso invariavelmente nas suas noites de solidão dentro do hospital, mais ou menos iguais aos seus dias. Só me interessa que por alguns momentos dê conta de estamos ali, de que não o abandonámos. Tu não o fizeste, mesmo quando a retribuição que te deu foi pequena. O melhor de nós é superarmos o pior de nós, o escuro que se esconde cá dentro. Preciso ir, preciso estar.

O tempo está a escoar-se, a fugir-lhe. E as minhas noites ficam brancas, quase iguais aos meus dias. Às vezes parece não haver lugar onde ir buscar mais força, outras vezes pareço alimentar-me da energia da lua que teima em brilhar nestas noites em que se vai enchendo até atingir o máximo do seu esplendor. Se eu pudesse deixar tudo, acompanhá-lo.

São as trevas e a luz que dançam comigo por estes dias, uma e outra batalhando em segundos, minutos e horas para ver quem ganha.
~CC~

7 comentários:

sem-se-ver disse...

um abraço

fallorca disse...

Deixe-se de competições, não adianta. Deleite-se com a participação, observando ;)

Margarida disse...

... estas competições gastam muitas das nossas energias! ... nada como um bom banho no mar! ... :-)

Um enorme abraço daqui,

Beijos!! ... e imensos parabéns!! ... :-) ... abraço do tamanho do Oceano!! ... estou contigo!!

Margarida disse...

Parabéns!! ... Um abraço grd e apertadinho ...

http://abeirario.blogspot.com/2010/09/gardens-are-like-heaven.html

P.S. - Como não tens Face Book, este post foi feito a pensar em ti ... :-)

Anónimo disse...

Nesta noite também branca do outro lado da parede, desejo que em algum momento do percurso de transição para o que quer que seja a seguir, saiba que nos deu mais do que premeditou, e juntas juramos estar onde a outra estiver no fim da linha, nem que seja para molhar a boca de uma despedida de vida.
Estou-lhe grata por este encontro tardio, exigindo mais emoção do que eu sabia ter. T

Anónimo disse...

Abraço as manas.
Também são minhas e eu me sinto vosso.
JJ

CCF disse...

Abraços Fallorca e sem se ver:)
Agradecimento especial à Margarida que tem estado em todos os momentos bons e maus.
Um abraço especial para T, minha mana.
JJ, sim és...se quiseres ser.
~CC~