quinta-feira, novembro 05, 2009

Nas coisas mais simples



Perguntei muitas e muitas vezes o que é o amor. Cansei-me muitas vezes de o perguntar. Para já não falar dos muitos choros interiores, infinitos e silenciosos.

E às vezes descobri a resposta nas coisas simples. Foi assim naquele dia em que atiraste ao rio pedrinhas por causa do meu fascínio pelos círculos que elas fazem na água. Fiquei ali à espera da pedrinha para poder fixar as marcas antes que se desfizessem para sempre.

~CC~

3 comentários:

*JjS* disse...

Ai o meu rio...
E assim por causa daquelas ondas concêntricas cujo nome tão bem sabias em inglês e para as quais parece que não há palavra em português.
Tell me.
Beijo
*jj*

Nenúfar Cor-de-Rosa disse...

Ai CC às vezes o meu coração fica derretido com os teus textos de uma ternura enorme. Identifico-me com estas tuas palavras: tb eu acho que não sei o que é o amor, tb eu o sinto nas coisas mais simpleS e - o mais engraçado - é que tb eu gosto dos circulos feitos na água quando atiramos para lá pedrinhas..e tb gosto de fazer ricochete com elas :-)) ! Bjs e obrigada por estas partilhas.

CCF disse...

JJS, são as impossibilidades da tradução :)

Nenúfar, "Ai CC", é uma coisa muito ternurenta...das maiores, obrigado!
~CC~