quarta-feira, outubro 07, 2009

O meu Outono


Celebro em cada Outono um passeio de bicicleta em grupo a um lugar abandonado na cidade. Celebro um banho de mar tardio numa praia despovoada e cheia de pequenas conchas. Celebro a doçura de um beijo ainda receoso ante a possibilidade da recusa. Celebro um MP3 colocado no meu ouvido onde ecoava o Mercador de Veneza. Celebro a estranheza das peles que se desconhecem mas não se recusam tactear, mesmo a medo. Celebro os abraços dos corpos infinitamente colados.


Celebro a coragem do encontro face ao terrível medo do encontro.

~CC~

4 comentários:

*JjS* disse...

Amores-quase-perfeitos a florir no outono...
São sementes de outro hemisfério a trocar as voltas ao tempo comum.
Sem medo.
Beijo
*jj*

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

Perfeita celebração ...
Abraço de saudades
________ JRMARTO

sem-se-ver disse...

(mt bonito)

blue disse...

é esse o tom certo para a vida, CCF.