quarta-feira, dezembro 03, 2008

Metade de mim

Ilha do Ibo, Novembro 2007

Não posso evitar a saudade. O frio e a chuva entram em mim sob a forma de tristeza. A minha pele, embora seja branca, mostra os sinais da revolta em forma de eczema. A minha energia está reduzida, vejo-lhe o nível insatisfatório, e embora me tente manter acordada, mal me reconheço.

A neve é bela sim, mas não é, jamais será minha. Eu podia ir agora com os pássaros em bando, poderia migrar em busca do sol.
~CC~

6 comentários:

Vieira Calado disse...

Quem nasceu debaixo de sóis quentes,
é o sol quente que lhe enche a alma.

Cumprimentos

*JjS* disse...

Busca o sul.
Há um despertar de abraços quentes em esperas de pele.
Beijo
*jj*

vaandando disse...

Adoro neve , frio, lareiras e chuva miudinha , embora sinta sempre saudades do calor .... venho do quase sul ..
Abraço____________ JRMarto

CCF disse...

:)às vezes, mesmo com frio, consigo encontrar o sol...outras nem por isso. Vou procurar melhor!
~CC~

Girafa cor de rosa disse...

O Sol, que por vezes existe cá dentro e não lá fora..deixa cair a neve fria e aquece o coração com o teu sol interior!!

Passei para dar um beijinho e desejar um bom fim de semana...mas senti que falavas em África (minha também!)...foi-me transmitida por quem viveu lá mais tempo que eu e a ama com todo o coração - África mágica. Ou foi engano da minha parte:-)?

CCF disse...

Olá Girafa :) É África sim, nessa foto é Moçambique.
Beijinho,
~CC~