quinta-feira, setembro 04, 2008

Homens e bichos (II)

Barqueiro do Castelo de Almourol. Agosto 2008

R-Há quanto tempo anda aqui a trazer pessoas para o castelo?
B - Olhe, comecei tinha só 12 anos, quando acabei a primária, vim ajudar o meu tio. Mas nessa altura havia muito mais gente, agora o movimento é pouco, mesmo no Verão.
R - Por isso é que tem esses patrocínios?
B- Ó amigo, é o que me vale. Mas o barco é da autarquia.
R - Não percebo isso lá muito bem, mas estou interessado num outro assunto.
B - Então diga lá qual, estamos aqui é para os clientes! Quer uma foto?! Há ali um lugar muito bom para as tirar, quando o barco dá a volta e as pessoas ficam enquadradas pelo castelo.
R - Deixe lá isso da foto, eu ando aqui é em trabalho. Você já ouviu falar na pomba, numa lenda de uma moura?
B - Mas é claro, todos a conhecemos.
R - Mas conhece a lenda ou a pomba?
B - Homem, então não são a mesma coisa? É a lenda da moura-pomba.
R - Sim, mas já viu a pomba? Já falou com ela?
B - Ver já vi que anda sempre aí, e é única, não há mais nenhuma, mas comigo nunca falou. Oiça lá, você nunca usa chapéu?
~CC~

2 comentários:

vaandando disse...

E qual é a lenda afinal ...

Mas gostei do remate sobre o uso do chapéu ... andamos nós sempre a pensar nas nossas finíssimas subtilezas!
Abraço Amigo ! JRMarto

CCF disse...

JRM, a lenda está no link do post anterior. Como ela se cruzou comigo, usei-a como base nesta história, transportando-a para a actualidade para dizer coisas que são de agora, ou de sempre.
Abraço amigo
~CC~